Educa News

Jovem cria biblioteca para proteger crianças das drogas e da prostituição

Um lugar onde crianças e adolescentes podem sonhar com um futuro longe das drogas, do alcoolismo e da prostituição.

O jovem Suetônio Júnior, 20 anos, criou uma biblioteca comunitária para as crianças e adolescentes da zona rural de Buíque, em Pernambuco, ficarem bem longe das drogas, do alcoolismo e da prostituição e permanecerem na escola.

Tudo começou quatro anos atrás. Suetônio era adolescente e não tinha emprego fixo. Ele começou a acompanhar cerca de 10 crianças frequentadoras do antigo bar que existia na casa dele. Suetônio teve a ideia de criar a biblioteca na própria para tirar essas crianças do alcoolismo.

“É uma área onde existe alcoolismo, prostituição e evasão escolar. Fui pedindo livros usados a várias pessoas e recolhia os que encontrava no lixo. Só que o espaço foi ficando pequeno, não cabia mais livros. Como as crianças estavam amando, começaram a aparecer várias outras”, conta Suetônio em conversa com o Razões para Acreditar.

Ele nunca recebeu apoio financeiro de ninguém. Suetônio recolhia, e ainda recolhe, materiais recicláveis na sua comunidade para vendê-los e usar o dinheiro para comprar lanches e brinquedos para as crianças. “Minha mãe me ajuda com a compra dos lanches e na limpeza do espaço”, afirma.

Alguns meses atrás, Suetônio procurou os responsáveis por uma casa que estava sem morador, vizinha à casa dele, e perguntou se poderiam ceder o lugar para a Biblioteca Comunitária Cantinho da Alegria. Suetônio recebeu sinal verde, mas o espaço precisava de reformas, para acomodar melhor o acervo de 5 mil livros (didáticos, paradidáticos e de literatura) e receber as crianças e adolescentes com mais conforto.

“Recebo as crianças e jovens todos os finais de semana. Lá, as crianças ouvem histórias, compartilham suas leituras, e também dou aulas de reforço escolar para eles, pois alguns ainda não são alfabetizados. Durante a semana, trabalho [como agente comunitário de saúde] e infelizmente não posso ficar na biblioteca”, explica Suetônio, que também faz faculdade de biologia.

“Eles adoram, ficam encantados. Tudo é muito simples. Mas, para eles, é o melhor lugar do mundo.”

Ele criou uma vaquinha online para levantar a verba necessária para as reformas da nova sede. Pessoas de várias partes do Brasil começaram a ajudar. A vaquinha foi lançada no dia 30 de setembro e termina apenas em 29 de junho de 2019. A meta inicial, de 1 mil reais, foi superada em menos de uma semana. Até o momento, foram arrecadados mais de 6 mil reais.

Tudo estava indo muito bem, até Suetônio receber a ligação de uma das herdeiras do imóvel que abriga a Biblioteca Comunitária Cantinho da Alegria. A mulher está se mudando de São Paulo para Buíque e pretende morar na casa.

A ligação foi um balde de água fria na luta de Suetônio para manter as crianças e adolescentes longe das drogas, do alcoolismo e da prostituição. Felizmente, os pais dele cederam um terreno da família para a biblioteca. Agora, o dinheiro da vaquinha será usado para a construir o local.

“Não vai dar para construir totalmente, mas vai dar para comprar tijolos e mais alguns materiais”, diz Suetônio esperançoso.

Suetônio quer ser mais do que o exemplo de alguém que não trilhou caminhos perigosos. Através da Biblioteca Comunitária Cantinho da Alegria, ele oferece a essas crianças e adolescentes aquilo que precisam para fazer as escolhas certas: educação!

Fonte: Razões para acreditar (http://razoesparaacreditar.com/educacao/jovem-biblioteca-criancas-drogas/)

Compartilhe com seus amigos

Deixe seu comentário