Cristiane dos Santos Arantes

Cristiane dos Santos Arantes (32 anos) vive hoje a rara sensação de ter realizado o que na infância desejou. Filha de berço humilde e de pais trabalhadores de pouca instrução escolar, Cristiane possuía nada mais do que sonhos e uma perspectiva de futuro embaçada.

Em sua adolescência, a pequena Cristiane visualizava uma próspera condição de vida ao ser influenciada a entrar no mercado de trabalho. Sua mãe, dona de casa, a guiou na luta da sustentação de seus próprios filhos – os quais entraram em sua vida ainda nova – e fez dela uma mulher já guerreira. Pronta para tomar decisões importantes e ter perspectivas livres em frente a oportunidades que abriram as portas e sua mente para uma realidade atual surpreendente.

Após realizar sua formação educacional, Cristiane foi crescendo e instigando sua força empreendedora e seu instinto de liderança. Enfrentou patrões abusivos e inúmeras dificuldades na trajetória de sua ambição. Todo empenho, estresse e injustiça, no entanto, resultou em seu atual emprego como gerente de uma lotérica que lhe oferece condição financeiramente segura e abertura para novas experiências, na condução de sua carreira.

Caminhando em sua autonomia e desfrutando, finalmente, do cotidiano de sua família e da satisfação de poder seguir em seus planos, ideias e sentimentos em relação a si própria, Cristiane alega haver somente mais um passo na construção de seu percurso profissional: ser dona de um novo estabelecimento de lotérica.

Perante seu esforço, todavia, ressalva que empreender é uma tarefa de coragem e criatividade para fazer crescer uma ideia muitas vezes ameaçada pela falta de recursos de quem sonha e/ou necessita de tal oportunidade. Porém, Cristiane continua: “Ninguém nasce com o dom de empreender, e por isso é preciso desenvolver essa capacidade. Não é fácil, mas, nada é impossível. É necessário saber liderar e garantir a qualidade do que provém”.

Cristiane acredita que estudar é a base e reforça suas implicações e conselhos: “Se esforcem. Estudem. Se formem. Assim, serão donos dos seus próprios negócios. Sigam em frente, tenham fé e criem suas próprias experiências”.

 

Instrutora: Regiane Machado Borges
Jovens: Iara Caixeta Moreira | Willy Augusto Santos Arantes
Empreendedor Entrevistado: Cristiane dos Santos Arantes

Compartilhe com seus amigos

Deixe seu comentário